terça-feira, 18 de agosto de 2009

Poema das cinco faces

Quando nasci, um anjo
desses que aparecem em sonhos
disse: Vai ser a luz da vida!

Os jardins alegram as casas
que sem eles não há vida.
Se o céu não fosse azul,
às vezes não seria tão bonito.

O ônibus passa cheio de gente:
gente de todo jeito
Para que tanta gente, meu Senhor.

Um comentário:

Soraia disse...

Adorei sua paráfrase do Poema de sete faces de Drummond....muito rico...parabéns! Você já pode publicar um livro!
Grande abraço!
Soraia